quinta-feira, 21 de outubro de 2010

De senecture

já antecipa a língua
afeita à alegoria
na carne da vida
o verme da agonia

já tritura o olho
no gral da apatia
o carvão da noite
a brasa do dia

já se junta um pé
a outro em simetria
de viagem além
da cronologia

já por metafísico
o medo anuncia
sua máquina de espantos
à alma vazia 


..................
Publicado incialmente em Antônio Miranda.


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário