quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Um dos poemas mais conhecidos de Carlos Drummond de Andrade


Carlos Drummond de Andrdade, a filha Maria Julieta e uma amiga, 1935.

NO MEIO DO CAMINHO

No meio do caminho tinha uma pedra 
tinha uma pedra no meio do caminho 
tinha uma pedra 
no meio do caminho tinha uma pedra. 

Nunca me esquecerei desse acontecimento 
na vida de minhas retinas tão fatigadas. 
Nunca me esquecerei que no meio do caminho 
tinha uma pedra 
tinha uma pedra no meio do caminho 
no meio do caminho tinha uma pedra 



Este poema de Carlos Drummond de Andrade foi publicado inicialmente na Revista de Antropofagia, em 1928 e incluído no livro Alguma poesia, de 1930 e é um dos poemas mais conhecidos da literatura brasileira com ampla repercussão no seu tempo e ao longo da história da nossas letras; tanto que, em 1967, o seu autor resolveu publicar uma compilação cujo intuito era o de ser uma biografia do poema. 


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário